Você sabe o que é Infrastructure as a Service (IaaS)?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Infraestrutura como serviço ( Infrastructure as a Service – IaaS) é um modelo de oferta de recursos de computação, armazenamento e capacidade de rede para empresas que tomaram a decisão de fazer o processo de migração para a nuvem.

A ideia principal é disponibilizar uma infraestrutura virtual que possa ser acessada por usuários do serviço, de acordo com a sua demanda, automaticamente, o que significa que somente será pago o que for efetivamente utilizado.

Considerando o conceito de escalabilidade da IaaS, é possível que uma empresa opte por trabalhar de modo híbrido, a partir da infraestrutura de computação própria, recorrendo ao serviço nos casos de picos de demanda ou no desenvolvimento de projetos específicos, com duração limitada.

A utilização da IaaS pode ser feita das seguintes formas:

  • Como uma nuvem privada, com hospedagem em sua própria estrutura.
  • Como uma nuvem privada, gerenciada em uma infraestrutura dedicada, de terceiros.
  • Como uma nuvem pública, numa estrutura de terceiros, com alto grau de compartilhamento.

Por que usar IaaS?

O resultado da hospedagem oferecida pelo provedor se traduz em ganho de eficiência no desempenho do hardware, aplicações e sistemas na nuvem, com custos menores, sem afetar o meio ambiente e com a possibilidade de expansão imediata, de acordo com as cláusulas contratuais.

Se uma empresa tem uma demanda com grande volatilidade, está em processo de rápida expansão e não possui capital expressivo, mas precisa ter segurança em todos os seus processos relacionados ao tráfego de dados, certamente esta organização é uma cliente potencial da IaaS.

Aplicações

As principais aplicações da IaaS são:

  • Armazenagem de dados – a adequação a uma demanda rápida e volátil, incluindo a preocupação com a integridade e com backup, facilitando a recuperação de informações em casos de panes.
  • Aplicações web – são aquelas executadas diretamente na internet e que não precisam ser instaladas em computadores. Seu conceito está diretamente relacionado com o formato de armazenagem em nuvem.
  • Hospedagem de sites – Uma das aplicações de maior volume, porque este serviço pode oferecer várias opções de uso da tecnologia disponível, de acordo com a necessidade do cliente, sem tempo demasiado de espera para início de uso.

Vantagens

  • Não requer espaço físico para uso e manutenção dos equipamentos, por parte do cliente.
  • Não é necessário ter plano de manutenção, pois esta atividade é de inteira responsabilidade do provedor.
  • Nível de segurança maior ou igual ao que a empresa poderia obter em suas instalações.
  • Processos ágeis e flexíveis que, aliados com a escalabilidade, resultando em mitigar perda de desempenho e desperdício de recursos.

Desvantagens

  • A opção por uma nuvem pública, por exemplo, pode fazer com que o desempenho fique abaixo do esperado, de acordo com o tráfego das outras empresas que compartilham esta infraestrutura.
  • Serviços de internet com muitas oscilações podem comprometer o uso de todos os recursos por parte do cliente.
  • Limitação no uso da totalidade de serviços oferecidos pelo provedor, em casos que a demanda fica abaixo do que a empresa contratada espera.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site