Site Survey Preditivo, Passivo e Ativo. Entenda as diferenças

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O que é Site Survey?

A criação de uma rede sem fio de computadores envolve uma série de questões técnicas, desde especificações de protocolos, segurança e velocidade desejada até questões físicas visando garantir a disponibilidade de sinal em toda a área desejada. Para lidar especificamente com a área de cobertura da rede, deve-se fazer uma análise minuciosa do ambiente, processo conhecido por Site Survey.

Tipos de Site Survey

O Site Survey pode ocorrer de forma preditiva, passiva ou ativa. Cada tipo deve ser realizado em ocasiões específicas e apresenta requerimentos próprios. Usualmente, o Site Survey preditivo é realizado na etapa de projetos, fazendo o uso de softwares especiais para simular a área de cobertura do sinal a ser distribuído. Esta etapa é opcional, porém recomendada para auxiliar na construção de uma infraestrutura sem pontos cegos ou críticos e já antever possíveis problemas.

Quando as redes já estão em operação, as opções mais adequadas são a utilização dos métodos passivo e ativo. Recomenda-se que o Site Survey passivo esteja sempre sendo executado, com os dispositivos conectados às redes armazenando informações relevantes, o que pode requerer algum software ou hardware especializado.

Já o Site Survey ativo é realizado sob demanda com a finalidade de obter dados relativos à performance da rede sem fio em situações de uso real. A forma ativa é normalmente opcional, mas pode ser interessante quando não há disponibilidade dos sistemas necessários para manter a análise passiva, pois requer apenas pequenas mudanças de
software nos dispositivos a serem considerados.

Quando aplicar cada técnica?

Já sabemos qual a finalidade do Site Survey, quais os tipos e os requisitos básicos para a realização de cada, mas também é necessário saber quais são as informações que cada um destes irá fornecer ao controlador da rede. Estas considerações são essenciais para se evitar o desperdício de recursos com análises desnecessárias.

A versão preditiva não fornece dados reais de uso das redes, mas permite simular níveis de sinal, níveis de interferência, área de cobertura de cada ponto de acesso, número de pontos de acesso necessários, largura de banda dos canais a serem utilizados e várias outras variáveis pertinentes. Deste modo, como já citado, o Site Survey preditivo
deve ser realizado na etapa de projetos ou para avaliar eventuais expansões da rede.

Os dados que podem ser obtidos utilizando o método passivo são muito similares aos dados produzidos pelo método preditivo. A principal diferença entre os dois está no fato de a análise passiva fornecer dados reais, portanto os valores de sinais obtidos através desta análise já consideram as possíveis interferências adicionais que ocorrem no dia a dia, incluindo a presença de outros dispositivos, como celulares, relógios inteligentes e computadores adicionais.

Assim, apesar de fornecer dados similares à análise preditiva, os valores obtidos pela análise passiva são representações mais fiéis da realidade de operação da rede. Recomenda-se que o Site Survey passivo seja executado frequentemente, dando especial atenção às ocasiões em que há mudanças na estrutura da rede, a fim de avaliar o resultado das modificações realizadas.

Por fim,o método ativo, que é útil para obter dados além daqueles dos demais métodos. A inclusão de informações a respeito do desempenho da rede, como perdas de pacotes, taxas de transmissão e tempos de resposta torna o Site Survey ativo uma ferramenta robusta para investigação de problemas na rede.

A importância do Site Survey

Como mostrado, o Site Survey é extremamente importante para projetar e manter uma rede sem fio de alta performance. Esse procedimento pode ser realizado por equipes internas, da própria empresa, mas, sempre que houver necessidade, é possível contratar equipes especializadas. O trabalho deve ser realizado por equipes com profissionais de tecnologia da informação e telecomunicações e pode variar em complexidade dependendo
da rede a ser analisada. Antes de decidir qual caminho seguir para a execução deste procedimento deve-se considerar os custos dos equipamentos e profissionais envolvidos.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site