Qual rede sem fio industrial devo usar?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Novas opções

Nos últimos 10 anos ocorreram grandes mudanças nas redes de comunicação sem fio. As redes sem fio tradicionais em 2.4GHz passaram por atualizações de protocolos e ainda surgiram tecnologias de rede que operam em 5GHz e 6GHz. Também houve enorme avanço nas redes de celular, antes severamente limitadas em velocidade e tempo de resposta, agora capazes de operar com taxas de dados semelhantes às redes Wi-Fi domésticas e até estruturas cabeadas em algumas circunstâncias.

Os avanços observados permitiram que as redes sem fio alcançassem desempenhos suficientes para o uso em aplicações de tempo real. Essa capacidade é crucial para operações industriais em que há grande troca de dados entre controladores lógicos programáveis e sensores, e o tempo de resposta é essencial para garantir a segurança e controle de qualidade dos processos.

Redes WLAN industriais

A operação em ambiente industrial requer ajustes que vão muito além da configuração de uma rede Wi-Fi comum. Também chamadas de iWLAN, essas redes não podem contar com uma grande quantidade de equipamentos entre dois clientes que se comunicam, visto que isso seria prejudicial aos tempos de resposta. O roaming de dispositivos também deve ser gerido de modo específico para evitar que profissionais em deslocamento dentro da indústria tenham seus dispositivos de monitoramento móvel desconectados por longos períodos.

Além de cuidados relativos aos tempos de resposta, redes industriais também requerem maior confiabilidade no processo de transmissão de dados para evitar perdas de informações que possam levar à falhas nos processos. Soma-se a isso o fato de o ambiente industrial estar muito mais sujeito à interferência por outros dispositivos transmissores e barreiras físicas.

Futuro das comunicações: IEEE 802.11ax e 5G

Duas tecnologias de rede têm se destacado recentemente: o padrão Wi-Fi IEEE 802.11ax, também conhecido como Wi-Fi 6, e as redes 5G. O protocolo IEEE 802.11ax permite velocidades de até 10Gbps e faz uso de técnicas suficientes para conectar mais de um milhão de dispositivos por quilômetro quadrado sem problemas. Já as redes 5G, bastante usadas na telefonia móvel, permitem a conexão de vários dispositivos distribuídos em alta velocidade, com baixa latência e alta confiabilidade.

Essas tecnologias já vêm sendo utilizadas no ambiente industrial, com várias empresas investindo em pesquisas para melhoria da utilização dessas redes. O modelo a ser escolhido, no entanto, depende do uso a ser feito. Atualmente, a recomendação é pela utilização de das redes baseadas nos protocolos IEEE 802.11n, ac ou ax, para a maioria das indústrias. Essa recomendação deve mudar conforme os custos do 5G caiam e as pesquisas com novas aplicações avancem.

Está na hora de mudar de rede?

Muitas redes iWLAN foram implementadas há 10 anos ou mais, fazendo uso de protocolos antigos como o IEEE 802.11a, b ou g. Nesses casos, recomenda-se atualizar para o protocolo ax, ainda que o n e o ac sejam suficientes para a maioria das aplicações, mas não são uma boa escolha pensando a longo prazo.

A utilização de uma rede 5G privada também é uma opção, mas sua aplicação em ambientes industriais de menor porte não deve trazer grandes benefícios no momento. Neste caso, essa alternativa é mais interessante para empresas com aplicações que se beneficiem das vantagens exclusivas das redes 5G.

Enquanto as trocas de redes não puderem ser implementadas nos ambientes industriais, seja por questões financeiras ou técnicas, é possível realizar alguns aprimoramentos nas redes já existentes. A aplicação de determinismo nas redes é uma das escolhas mais recomendadas, permitindo às redes alcançar melhores taxas de transmissão de dados e tempos de respostas consideravelmente menores que nas redes tradicionais através do uso de multiplexadores.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site