Os diferentes tipos de cabos de rede

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cabo de par trançado (UTP/FTP/STP)

Este tipo de cabo é formado por um conjunto de quatro pares de fios de cobre, trançados par a par, como uma forma reduzir a interferência eletromagnética (crosstalk).

Este tipo de cabo, em geral, oferece uma boa taxa de transferência, tem baixo custo de compra e manutenção e, por ser flexível, traz facilidades para o processo de instalação.

Cabo UTP (Unshielded Twisted Pair) – cabo de par trançado que não tem blindagem em sua composição.

Cabo FTP (Foil Twisted Pair) – cabo de par trançado que tem blindagem formada com uma fita com tratamento de alumínio.

Cabo STP (Shielded Twisted Pair) – cabo de par trançado com blindagem na forma de uma malha de metal.

Cabo de par trançado – categorias

CAT1 e CAT2 – usadas antigamente em instalações telefônicas e redes do tipo token ring.

CAT3 – foi o primeiro desenvolvimento para redes e trabalha numa frequência de 16 MHz, com aplicação em redes token ring e 10baseT, com uso recomendado para redes domésticas com velocidade de 10 Mbps.

CAT4 – para frequência de 20 MHz e velocidade de 20 Mbps, foi substituída pela CAT5.

CAT5 – trabalha com velocidades de 10 a 100 Mbps, sendo compatível com telefonia e vídeos, porém foi superada pela CAT5e, que é mais rápida e tem menor nível de interferência e velocidade de até 1 Gbps.

CAT6 – utilizada para frequências de 250 a 500 MHz e velocidade de até 10 Gbps, para alcance de até 55 metros. A CAT6a pode chegar a um alcance de até 100 metros.

CAT7 – novo padrão para velocidades de até 10 Gbps e alcance de até 100 metros. A CAT7a tem blindagem dupla, sendo uma para cada par de cabo e outra, como uma malha, para todos os cabos.

CAT8 – trabalha até 2 GHz, mas com alcance limitado a 100 metros e requer aterramento na instalação, para bom desempenho.

Cabo coaxial

Tem um condutor central de cobre e uma camada de plástico servindo como isolamento em relação a uma blindagem metálica trançada, com a função de evitar interferências causadas por motores, lâmpadas fluorescentes, por exemplo.

Requer cuidado na instalação, mas oferece grande resistência à obstrução de sinal. Obedece ao padrão 10base2 (coaxial fino) e tem velocidade de até 10 GHz (coaxial grosso).

Cabo de fibra óptica

Formado por um núcleo central de vidro, envolto por diversas camadas de matérias de proteção. Ao transmitir luz no lugar de sinais eletrônicos, não apresenta problemas de obstrução elétrica.

Assim, são recomendados para uso em ambientes que apresentem interferência elétrica. Devido ao seu alto desempenho e imunidade elétrica, se tornou o padrão para a utilização em backbones, podendo ser do tipo monomodo (para grandes distâncias) e multímodo (para distâncias menores).

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site