O que você precisa saber sobre Lean IT

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Atingir índices de eficiência cada vez maiores e reduzir os desperdícios passou a ser tratado como uma obsessão pela maioria das empresas.

Processos de trabalho com estas finalidades se espalham pelos diversos setores com objetivos que variam de acordo com o gestor respectivo.

A área de TI nem sempre despertou o interesse da gestão corporativa para melhoria de seus indicadores. Mas esta atitude mudou e uma metodologia nascida na década de 1950, na Toyota, passou a ser utilizada para obter melhores desempenhos.

Com metas de redução de custos da ordem de 10% até 80%, ao lado de um aumento de produtividade na faixa de 20% a 50%, o método Lean aplicado ao TI, ou simplesmente Lean TI, pode ser decisivo na integração do setor com o negócio da empresa.

Os 5 princípios do método Lean

  • Valor – tem influência sobre todo o processo. Por isso, manter a equipe focada no valor é fundamental e representa um grande desafio.
  • Fluxo de valor – como todas as respectivas atividades devem ser planejadas, pode garantir aumento de produtividade ao não gerar desperdícios que podem ser entendidos como retrabalhos.
  • Fluxo contínuo – importante para que todo o processo seja executado de maneira que agregue valor, evitando interrupções.
  • Produção puxada – este princípio traz orientação para que eventuais desperdícios estejam visíveis, o que torna possível a eliminação de estoques de recursos em qualquer fase de desenvolvimento do produto ou serviço.
  • Melhoria contínua – para atender o que o cliente deseja, este princípio traz métodos de aplicação regular, como o ciclo PDCA (Plain, Do, Check, Act – Planejar, Executar, Avaliar e Agir) e o Kaizen (envolve toda a empresa, para obter processos enxutos, de custo controlado e sem desperdícios).

O que o Lean IT pode fazer?

A aplicação dos princípios da metodologia traz mais atenção a todas as diversas atividades da área de TI, não apenas internamente, mas na forma como os funcionários da empresa utilizam este serviço.

É importante evitar a ocorrência de:

  • Uso excessivo de e-mails.
  • Desenvolvimento de sistemas com funções que não agregam valor ao cliente.
  • Existência de diversos padrões de solução de problemas.
  • Encerramento de uma atividade sem que todas as eventuais falhas tenham sido sanadas, sejam elas referentes a hardware ou software.
  • Distanciamento dos colaboradores que trabalham em TI dos outros colaboradores, especialmente aqueles que tenham responsabilidade direta pelo negócio.

O que fazer para aplicar o Lean IT?

Buscar as origens de todos os desperdícios, para que a atividades sejam executadas com valor agregado ao cliente e apresentem ótimos índices de produtividade.

Utilizar metodologias que envolvam conceitos de trabalho e produção, como Kaizen (fixa a ideia de melhoria contínua), Kanban (objetiva o fluxo contínuo) e ITL e Cobit (frameworks que auxiliam na gestão de TI), por exemplo.

Usar métricas, visando uma forma de implementação de longo prazo, evitando desperdícios de recursos, comumente associados a soluções precoces. Garantir que a infraestrutura seja compatível com as atividades de TI e à disposição para execução das ações requeridas.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site