O novo papel dos Centros de Distribuição na Era Digital

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O bom funcionamento do Centro de Distribuição de uma indústria é diretamente proporcional à sua produtividade e lucro. Qualquer mau planejamento, erro logístico ou falta de organização, comprometerá, no mínimo, o tempo de entrega. Mas como tempo é dinheiro, certamente os atrasos acabam gerando grandes prejuízos.

Mas para o bem dos gestores, dos clientes e do mercado, a tecnologia vem se mostrando muito eficiente em garantir a qualidade e continuidade do funcionamento dos CDs. Qualquer grande rede de distribuição que não realizar investimentos tecnológicos na logística vai perder espaço no mercado. E de olho nessa nova fase dos Centros de Distribuição, listamos algumas das principais transformações realizadas com a contribuição da tecnologia.

Intralogistica Conectada

É o conceito que abrange toda essa evolução digital trazida para os Centros de Distribuição. A ideia é eliminar processos intermediários de modo a reduzir ou praticamente zerar o tempo entre pedido e separação. Os pilares da Intralogistica Conectada são: padronização, automação, coleta de dados, transmissão de dados, gestão e até avaliação de novas possibilidades de fornecedores no mercado.

Contando com uma movimentação sincronizada de qualidade, todo o processo de distribuição, desde o pedido até a entrega, se torna mais preciso e fácil de planejar, dando segurança ao cliente final e ao orçamento da indústria. Além disso, uma empresa com um processo de distribuição consolidado e confiável, reforça sua posição no mercado e atrai novos clientes.

Verticalização do Estoque e Zonas de Separação

Trata-se de um formato de armazenamento como já sugere o nome, vertical. As vantagens que isso traz estão na visualização e controle do estoque, bem como na ordem de prioridades, que se baseiam, claro, na proximidade de saída de cada produto. Com esse tipo de organização, fica mais fácil encaminhar os produtos para a próxima etapa, a separação. Nas Zonas de Separação, acontece o Picking e Packing (em inglês, Coleta e Empacotamento). No Picking os operadores separam os itens que serão enviados, e no Packing os mesmo são embalados para seguirem seus caminhos.

Redução na quantidade de produtos armazenados

Através de softwares analíticos, inteligência artificial e automação industrial, as empresas estão conseguindo reduzir a quantidade de itens em estoque. Isso significa um abastecimento mais pontual e alinhado com a quantidade de pedidos, o que reduz custos e favorece uma maior atenção aos canais de venda. São muitas as contribuições da Indústria 4.0 nos Centros de Distribuição. Estas evoluções mostradas são apenas para se entender o panorama e o novo papel dos CDs na indústria digital. Mas é claro que ainda existem diversas tecnologias adaptadas às características únicas do funcionamento de cada indústria. É por isso que comprar online se tornou tão prazeroso, é prático, rápido e preciso. Devemos agradecer à tecnologia.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site