Como a realidade aumentada se tornou uma ferramenta necessária para a manufatura

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A utilização de inovações tecnológicas avançadas é a característica da indústria 4.0, fazendo com que a área produtiva seja beneficiada com equipamentos e dispositivos que possam dar como resposta índices melhores de produtividade, mais rentabilidade e também  com a diminuição de riscos.

Dentre todas estas inovações está a Realidade Aumentada (RA), onde é possível ter uma integração, em tempo real, de conjuntos de informações e dados oriundos de outros sistemas industriais, de câmeras de vídeo, internet e GPS.

O que é Realidade Aumentada (RA)?

RA é um sistema que funciona como um complemento das imagens reais através de objetos virtuais criados por computadores, fazendo parecer que coexistem dentro do mesmo espaço, de acordo com as seguintes características:

  • Combinação de objetos reais e virtuais no ambiente real.
  • Execução interativa em tempo real.
  • Alinhamento de objetos reais e virtuais entre si.
  • Aplicação aos sentidos do corpo humano, como audição, tato, força e cheiro.

Aplicada ao segmento industrial, a RA disponibiliza, para a equipe gestora, o monitoramento dos processos de manufatura em tempo real, norteando as atividades relacionadas à manutenção e à segurança do setor de produção, inclusive de modo remoto.

Com isso, a capacidade produtiva pode ser elevada, com melhor aproveitamento de recursos aplicados, em todas as fases dos processos de manufatura.

Desta forma, aplicações que antes eram privilégio apenas do mundo acadêmico e de pesquisa, chegaram ao cotidiano do ambiente industrial, despertando o interesse de grandes empresas de tecnologia, que viram na RA uma possibilidade de aumentar suas ofertas de produtos e serviços.

Vantagens da RA para a manufatura

Entre as vantagens mais relevantes está a possibilidade de ter previsão de falhas, facilitando o trabalho das equipes técnicas de operação, que podem realizar procedimentos que evitem a ocorrência real da falha.

Podem fazer parte do que a RA disponibiliza os dados que tenham sido gerados por outros sistemas voltados para o ambiente de gestão industrial e os modelos baseados em CAD (Computer Aid Design), com aplicações voltadas para as áreas de treinamento, operação, vendas, marketing e design.

Aplicações da RA na manufatura

  • Segurança do trabalho – na verificação do uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e no modo como uma determinada operação está sendo executada, como forma de evitar riscos.
  • Treinamento – treinar e capacitar os colaboradores com o auxílio da RA, permite que sejam feitas simulações dos processos de manufatura e a maneira como os equipamentos funcionam, sua forma de operação, manutenção e prevenção de riscos.
  • Manutenção – através de apoio remoto de equipes especializadas, os colaboradores ligados diretamente aos processos de manufatura podem realizar atividades de manutenção seguindo instruções disponíveis nas interfaces homem-máquina (IHM), trazendo segurança e assertividade aos processos de manutenabilidade.
  • Automação de processos – diretamente ligada à eficiência para resolver problemas, utilizando as capacidades dos colaboradores diretamente envolvidos com cada processo.

O uso de RA nos processos de manufatura pode aumentar a qualidade e a obtenção de tempos de resposta menores para atendimento de reparos em equipamentos, com alto grau de confiabilidade.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site