A revolução dos dados: Como eles transformarão a Indústria

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O que é considerada a quarta revolução industrial, os dados. Com a implementação do que há de mais inovador em automação nas instalações, parques industriais, computadores e até nos smartphones dos operadores, a ideia é incluir tudo e todos em uma rede online de comunicação de forma a otimizar tempo e dar qualidade aos dados transmitidos.

Para isso, diversos conceitos de Tecnologia da Informação e Tecnologia da Automação estão sendo aplicados e desenvolvidos no setor industrial. O nome “revolução” se encaixa muito bem se considerarmos a quantidade de tecnologias inovadoras que chegaram para mudar a cara das indústrias. Abaixo, vamos trazer alguns dos principais conceitos e tecnologias que estão sendo adaptadas conforme as necessidades dos parques industriais pelo mundo.

IoT – Internet das Coisas

A comunicação online entre máquinas, ferramentas, dispositivos e qualquer “coisa” que for relevante ao processo operacional é essencial para o bom funcionamento das indústrias. Os conceitos de IoT já estão sendo utilizados para facilitar a comunicação máquina x máquina, e operador x máquina.

Robótica

Braços mecânicos, estruturas automáticas, força bruta, lógica. É muito fácil entender a contribuição da robótica na indústria. Além de substituírem operadores em trabalhos físicos que oferecem risco à segurança, robôs realizam movimentos precisos e lógicos e ainda podem se reconfigurar e adaptar sua estrutura mecânica para se tornar o mais útil possível diante dos desafios operacionais.

Inteligência Artificial

Quando máquinas, dispositivos e estruturas robóticas aprendem a aprender, uma força de trabalho eficiente é criada. Uma máquina que saiba raciocinar diante de variantes é de extrema importância para qualquer indústria. Através de algoritmos, a AI (na sigla, em inglês) tenta se aproximar do funcionamento da mente humana para reagir e resolver problemas.

Sistemas Ciber Físicos

A contribuição que esse tipo de sistema vai trazer para os parques industriais é bastante interessante. Os sistemas ciber físicos (CPS, na sigla em inglês) são a integração da parte de controle, computação e comunicação das operações através de um software. A parte interessante é a possibilidade de criar ambientes digitais que reproduzam a realidade, de modo a testar, projetar e simular diferentes cenários.

Computação em Nuvem

O acesso remoto aos dados e processos de uma indústria traz conforto e segurança para os operadores. Pelos recursos estarem localizados em um servidor externo, o acesso é mais seguro e controlado, sem a necessidade de gerenciamento físico. Os recursos disponíveis na Nuvem são: servidores, banco de dados, armazenamento, software, rede, entre outros.

Ainda existem diversos outros tipos inovadores de tecnologia que prometer trazer muitos avanços ao gerenciamento de indústrias. Mas tudo isso visa uma grande e específica revolução. A transformação dos processos de tomada de decisão dentro das indústrias. Em posse de informações precisas, dados em tempo real, simulações digitais e tecnologia de ponta, as decisões tomadas ganham muita qualidade.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site