A mudança do papel do CTO com a transformação digital

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A transformação digital, que faz uso da tecnologia na geração de melhores resultados, fundamentou conceitos que são essenciais no processo evolutivo das organizações:

  • As mudanças se comportam como uma constante.
  • Cada mudança prepara um cenário diferente, que requer adaptação (rápida) da empresa que tenha a pretensão de continuar existindo.
  • A TI não pode ser mais considerada somente como um suporte para os negócios, passando a ser uma área vital para qualquer negócio, pois é responsável por transportar um bem extremamente valioso: a informação.

Desde o momento em que a transformação digital passou a ser uma realidade em constante aprimoramento, o mercado consumidor ficou cada vez mais exigente e tem exigido cada vez mais recursos para ser mantido.

A evolução tecnológica tem uma característica capilar, pois cada passo adiante dá origem a muitos outros, em diversas direções, aumentando o número de usuários de um bem ou de um serviço, aumentando o desafio das empresas em manter ou aumentar sua fatia de mercado.

Em consequência, passa a ser vivida uma corrida tecnológica, com as empresas buscando a excelência na qualidade, nos custos e nos resultados.

O novo perfil do CTO

O CTO (Chief Technology Officer, ou diretor de tecnologia, em inglês) é o profissional que, hoje, tem um papel fundamental no plano estratégico das empresas.

No passado era visto apenas como o responsável pelo apoio tecnológico, com a missão de apoiar tecnicamente o desenvolvimento dos negócios.

Atualmente, o CTO emprega suas competências no círculo de definição das estratégias, com voz ativa nas tomadas de decisão.

O CTO é extremamente importante para elaborar culturas inovadoras e promover o engajamento dos colaboradores na participação em projetos multifuncionais.

A busca pela satisfação do cliente, uma meta fundamental no mundo dos negócios, foi a grande razão da mudança do perfil do CTO.

Com a transformação digital, processos e procedimentos precisaram ser renovados ou adaptados para que pudessem aproveitar o a evolução tecnológica.

Assim, o CTO mudou sua posição de facilitador para uma função mais estratégica, indicando o que precisa ser executado para que o máximo da tecnologia disponível possa ser aproveitado.

As novas responsabilidades do CTO

A transformação digital trouxe o conceito de ruptura digital, que determinou às empresas a adoção obrigatória da tecnologia, em detrimento dos processos tradicionais, sob pena de deixarem de existir.

Neste sentido, mais do que acompanhar a evolução da Tecnologia da Informação, o CTO tornou-se um dos principais responsáveis pela transformação digital das empresas inovadoras, atuando como:

  • Agente do processo de inovação e de disruptura.
  • Promotor de estratégias que consolidem as exigências da tecnologia com a visão do negócio.
  • Incentivador de parcerias sólidas para permanecer sempre em sintonia com o mercado consumidor.

Com a responsabilidade de participar ativamente do plano estratégico, do ponto de vista da tecnologia, de viabilizar a execução das competências dos colaboradores dentro de processos adequados e de tornar possível monitorar a forma como os clientes recebem os produtos ou serviços, o CTO tem seu novo papel consolidado dentro do mundo corporativo.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site