O que você precisa saber sobre cabo irradiante

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Cabo irradiante, ou cabo fendido, como também pode ser chamado, é utilizado para a distribuição de sinal em áreas de grande extensão como aeroportos, shopping centers e universidades, por exemplo. Além disso, é recomendado para uso em túneis e estações do metrô, para a transmissão de sinais de celular.

Fisicamente, é um cabo coaxial com capa de PVC e um condutor interno de boa rigidez, envolto em espuma de polietileno, com revestimento de cobre dotado de pequenas aberturas (slots), para a propagação do sinal.

O cabo irradiante difere do cabo coaxial comum, pois enquanto este torna possível levar um sinal de um ponto para outro, o do tipo irradiante funciona como uma antena, em todo o seu percurso. A figura a seguir mostra um cabo irradiante típico.

Camadas Cabo Irradiante

Para melhor compreensão do termo irradiante, este cabo é similar a uma mangueira com diversos furos que, acoplada a uma torneira, pode distribuir água pela extensão do caminho em que está distribuída.

No caso do cabo, como uma antena, ele tem a capacidade de distribuir sinais de:

  • Celular – principalmente dentro de túneis, ligado a uma antena em uma das extremidades.
  • WI-FI – em ambientes fechados e com muitas divisões internas, como em hotéis ou restaurantes.
  • RFID (Radio Frequency Identification, Identificação por Radiofrequência, em inglês) – permite a identificação de objetos com etiqueta eletrônica (tag), para prevenção contra roubos e também para controle de estoque.

O cabo irradiante consegue distribuir sinais com até três tipos de frequências diferentes, sendo que 50 metros de cabo irradiante é a quantidade suficiente para uma área aproximada de 1.000 m2, embora devam ser observadas as limitações físicas do local. Os cabos são normalmente distribuídos em bobinas de 20 ou 50 metros (esta é mais comum), facilitando o transporte.

A atenuação de sinal depende do tipo de tecnologia utilizada, do local de instalação e de possíveis fontes de interferência, como a quantidade de sinais de WI-FI de outras origens. Deste modo, a instalação pode ser feita com o uso de amplificadores, derivadores e pontos de acesso (Access Points – APs), sendo que o cabo é acoplado ao sistema através de plugues tipo N-macho (modelo de conector utilizado).

Apesar de permitir uma distribuição discreta, podendo ficar acima de painéis de drywall ou placas de gesso, é preciso que o cabo fique a uma distância mínima de 30 cm de eletrocalhas.

Um benefício oferecido pelo cabo irradiante é a diminuição do investimento com aquisição e manutenção com os APs, pois menos unidades destes equipamentos para transmitir o sinal são necessárias.

Como os APs podem sofrer com a perda de configuração em eventuais picos de energia, esta quantidade menor reduz os efeitos do problema.

Como em todo sistema, o projeto deve considerar os benefícios que podem ser alcançados, como maior facilidade de instalação, menor influência visual, custo mais acessível e melhores condições para manutenção e melhoria tecnológica dos equipamentos utilizados, mas também precisa ter o acompanhamento técnico especializado para possibilitar a escolha do tipo de cabo correto para cada aplicação.

NEWSLETTER APEXO EDU

Cadastre-se agora e recebe as últimas novidades sobre o mercado de tecnologia e Infraestrutura 

Descubra como as principais marcas já estão aplicando o 5G nas indústrias.

Nós usamos cookies para garantar a melhor experiência em nosso site